Home > Corpo & Alma > Dengue – Essa picada Mata

Dengue – Essa picada Mata

Tudo que você precisa saber sobre a Dengue


O QUE É DENGUE?

A dengue é uma doença infecciosa febril aguda causada por um vírus da família Flaviridae e é transmitida, no Brasil, através do mosquito Aedes aegypti, também infectado pelo vírus. Atualmente, a dengue é considerada um dos principais problemas de saúde pública de todo o mundo.

A dengue é conhecida no Brasil desde os tempos de colônia. O mosquito Aedes aegypti tem origem africana. Ele chegou ao Brasil junto com os navios negreiros, depois de uma longa viagem de seus ovos dentro dos depósitos de água das embarcações.

O Aedes aegypti é um mosquito que se encontra ativo e pica durante o dia, ao contrário do Anopheles, vector da malária, que tem atividade crepuscular (durante o amanhecer ou anoitecer) tendo como vítima preferencial o homem.

SISTOMAS DA DENGUE

O vírus da dengue pode se apresentar de quatro formas diferentes, que vai desde a forma inaparente, em que apesar da pessoa está com a doença não há sintomas, até quadros de hemorragia, que podem levar o doente ao choque e ao óbito.

Há suspeita de dengue em casos de doença febril aguda com duração de até 7 dias e que se apresente acompanhada de pelo menos dois dos seguintes sintomas: dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dores musculares, dores nas juntas, prostração e vermelhidão no corpo.

A Dengue Hemorrágica pode provocar hemorragias nasais, gengivais, urinárias, gastrointestinais ou uterinas.
Na Dengue Hemorrágica, assim que os sintomas de febre acabam a pressão arterial do doente cai, o que pode gerar tontura, queda e choque. Se a doença não for tratada com rapidez, pode levar à morte.

PREVENÇÃO

A ação mais simples para prevenção da dengue é evitar o nascimento do mosquito, já que não existem vacinas ou medicamentos que combatam a contaminação. Para isso, é preciso eliminar os lugares que eles escolhem para a reprodução.
Como a proliferação do mosquito da dengue é rápida, além das iniciativas governamentais, é importantíssimo que a população também colabore para interromper o ciclo de transmissão e contaminação

Então, a dica é manter recipientes, como caixas d’água, barris, tambores tanques e cisternas, devidamente fechados. E não deixar água parada em locais como: vidros, potes, pratos e vasos de plantas ou flores, garrafas, latas, pneus, panelas, calhas de telhados, bandejas, bacias, drenos de escoamento, canaletas, blocos de cimento, urnas de cemitério, folhas de plantas, tocos e bambus, buracos de árvores, além de outros locais em que a água da chuva é coletada ou armazenada.

TRATAMENTO

O tratamento da dengue requer bastante repouso e a ingestão de muito líquido, como água, sucos naturais ou chá. No tratamento, também são usados medicamentos anti-térmicos que devem recomendados por um médico.

Em caso de suspeita de dengue, procure a ajuda de médico
. Este profissional irá orientá-lo a tomar as providências necessárias do seu caso.

Saiba mais sobre a Zika

 

Origem, modo de transmissão, sintomas e tratamento

Descoberto em 1947, em Uganda, após detecção em macacos sentinelas para monitoramento da febre amarela, na floresta Zika (vem daí o seu nome), o vírus Zika foi identificado no Brasil pela primeira vez em abril de 2015.

Transmissão

Ele é transmitido pelo Aedes aegypti, mesmo mosquito que transmite a dengue e a chikungunya. Outras possíveis formas de transmissão ainda precisam ser avaliadas com profundidade pelos cientistas e, até o momento, não há evidências de transmissão por meio do leito materno, urina, saliva e sêmen.

Sintomas

Cerca de 80% das pessoas infectadas pelo vírus Zika não desenvolvem apresentam sintomas ou sinais. Quando eles aparecem são, principalmente, dor de cabeça, febre baixa, dores leves nas articulações, manchas vermelhas na pele, coceira e vermelhidão nos olhos. Outros sintomas menos frequentes são inchaço no corpo, dor de garganta, tosse e vômitos.

No geral, a evolução da doença é benigna e os sintomas desaparecem espontaneamente após 3 a 7 dias. No entanto, a dor nas articulações pode persistir por aproximadamente um mês. Formas graves são raras, mas quando ocorrem podem, excepcionalmente, evoluir para óbito.

Tratamento

Não existe tratamento específico para a infecção pelo vírus Zika. No entanto, o médico pode recomendar medicações para aliviar os sintomas. Acetaminofeno (paracetamol) ou dipirona para o controle da febre e manejo da dor e, no caso de coceiras e erupções, os anti-histamínicos podem ser considerados.

.

Fonte: Rio contra dengue

Deixe seu comentário

Sobre Norberto Alcântara

Norberto Alcântara
Recreiense, Bodyboarder, Nerd.

Leia também

Natação

A natação é o esporte que pode fazer parte da vida da criança logo nos …