Home > Cultura > Centro Cultural do Surfe

Centro Cultural do Surfe

O Centro Cultural do Surfe (CCS) fora criado e inaugurado pela Prefeitura do Rio, junto à criação da Praça do Pontal Tim Maia, que o abriga, no ano de 2001, atendendo a uma reinvindicação de um grupo de surfistas moradores e frequentadores do local, com o propósito principal de difundir a cultura do esporte.

O espaço foi inaugurado com a exposição “Museu do Surf”, acervo da evolução das pranchas e fotos do surfista Rico de Souza, e chegou a realizar algumas outras exposições sob a administração da Federação de Surf do Rio.

Pouco tempo depois, passou a ser ocupado pela Guarda Municipal, por determinação do antigo Prefeito Cesar Maia.

Com a posse do atual Prefeito Eduardo Paes, logo em seu primeiro mandato, o espaço voltou a ser destinado para os fins que fora criado.

Entretanto, o prédio que abriga o CCS encontrava-se em péssimo estado de conservação, necessitando de reforma para viabilizar seu funcionamento de forma a receber adequadamente os acervos das exposições, bem como seus visitantes.

Sendo assim, a Feserj apresentou um Projeto de reforma e adequação do espaço a Prefeitura do Rio, mas por falta de patrocínio, não conseguiu executá-lo.

No início deste ano, após uma reunião da Feserj e a Associação de Surf do Canto do Recreio (ASCR) com o Sub Prefeito da Barra da Tijuca – Tiago Mohamed foi apresentada e aprovada uma nova proposta para recuperação e utilização do espaço com o propósito de ser realizada através de um mutirão entre a Prefeitura, os surfistas, moradores, frequentadores e comerciantes do local.

A Prefeitura, fazendo sua parte, já providenciou a colocação de várias papeleiras para coleta de lixo, trocou lâmpadas que estavam queimadas nos postes e instalou dois refletores direcionados para iluminarem o CCS e a pista de Skate na Praça do Pontal.

A captação dos recursos, feitas através de doações, bem como a supervisão das obras, foram efetuadas pelo presidente da ASCR, Mário Luiz Lopes da Cunha que comentou:

“O resultado desta reforma é uma demonstração de que o cidadão não deve ficar esperando que tudo seja feito pelo governo e, sim, tentar fazer a sua parte”.

O artista plástico Ale de Sousa também está dando a sua contribuição executando uma bela pintura em air brush no prédio do CCS.

No próximo dia 29 de março, com todas as reformas propostas concluídas, o espaço será reinaugurado e apresentado a todos com um café da manhã, que contará com a presença de ícones do surf carioca, autoridades e toda comunidade local.

“O Surfe possui um expressivo número de praticantes no Brasil, mais de sete milhões, sendo dois milhões no Rio de Janeiro. Nossa cidade, berço do surf brasileiro, polo multicultural do mar e da praia, que exporta tendências contemporâneas de estilo de vida para o mundo inteiro, precisa de um lugar para difundir essa cultura e trazer para nossa cidade mais um atrativo turístico, um espaço destinado à realização de atividades inteiramente gratuitas voltadas para a cultura praiana”, comentou Abílio Fernandes, Presidente da Feserj.

A proposta é oferecer à população carioca um calendário de exposições voltadas à cultura praiana carioca, onde o acesso será totalmente gratuito à população carioca.

Por: Assessoria Feserj

Deixe seu comentário

Sobre Norberto Alcântara

Norberto Alcântara
Recreiense, Bodyboarder, Nerd.

Leia também

Arte no Lápis de Cor por Antonio Barboza

Antonio Barboza é nascido e criado no Recreio, sua infância e juventude foi num Recreio …